Monday, August 13, 2007

Reese, devolve o Óscar!


Chegou ao final a segunda votação "Movies: Confidential". Sem surpresas, Reese Witherspoon reuniu a maioria dos votos na escolha do Óscar mais mal entregue dos últimos 15 anos. Segue-se Nicolas Cage, na minha opinião um canastrão sobrevalorizado (é sobrinho de quem é e está tudo dito) e os conterrâneo Nicole Kidman e Russell Crowe (um pé de chumbo da representação) ficaram empatados. Para espanto meu, Julia Roberts não teve um único voto. Pensei que alguém partilhasse da opinião do seu irmão Eric que, a propósito da sua vitória por "Erin Brockovich", sublinhou que a mana só tinha recebido a estatueta por causa do wonderbra. É um comentário ressabiado e mesquinho, sem dúvida, mas eu concordo.

Os resultados finais:

  1. Reese Witherspoon, 27%
  2. Nicolas Cage, 22%
  3. Nicole Kidman, 16%
  4. Russell Crowe, 16%
  5. Gwyneth Paltrow, 11%
  6. Jennifer Hudson, 11%
  7. Jamie Fox, 11%
  8. Hillary Swank, 5%
  9. Julia Roberts, 0%
  10. Judi Dench, 0%
  11. Charlize Theron, 0%

6 comments:

Rita said...

Sinceramente penso que esta votação está muito mal feita, com resultados ridiculos. Querem comparar o desempenho de Nicholas Cage com o de Reese Witherspoon? Basta ver uns dos ultimos filmes que ambos fizeram: Walk The Line e Ghost Rider. Ghost Rider é uma anedota de representação e realização, e se Nicholas Cage já era mau, parece que conseguiu piorar, por seu lado Reese Witherspoon tem um desempenho excelente em Walk The Line. Não compreendo, sinceramente.

Bracken said...

Não é uma questão de comparação, Rita. Trata-se de apurar, na opinião dos leitores quem, isoladamente, não mereceu o Óscar, por múltiplas razões. No caso da Reese, talvez por ter tido uma concorrência de peso nesse ano, como a fabulosa Imelda Staunton, sem dúvida uma grande interpretação em "Vera Drake". Quando ao método, peço desculpa, mas o serviço do blogger não dá para muito mais.
Abraço,
Bracken

Cataclismo Cerebral said...

Mas a Reese não concorreu contra a Imelda Staunton! Imelda perdeu para a Hilary Swank... As "adversárias" de Reese foram: Charlize Theron, Judi Dench, Keira Knightley e Felicity Huffman. Quanto à votação, creio que o Russel Crowe é que devia ser obrigado a devolver a estatueta. Em relação à Julia Roberts, o Óscar foi mais que merecido. Foi uma interpretação notável de uma actriz subvalorizada. Essa desculpa do wonderbra comigo não pega :P

Abraço

Bracken said...

Ok, Cataclismo, dou a mão à palmatória. Deve ser por que ainda não ingeri a derrota da Imelda... :) Mas, nesse ano, a Felicity Huffman era, para mim, a justa vencedora, por "Transamerica". Uma mulher a fazer de homem transexual não é pêra doce (habitualmente, é um actor que faz este tipo de papéis, não uma actriz). Quanto à Julia, não acho que tenha sido uma interpretação assim tão grandiosa: acho que ela se sai bem nas cenas dramáticas, mas no resto, nos momentos mais calmos, não deixa de ser igual ao que já vimos.
Abraço,
Bracken

Rita said...

Bracken não estou a culpabilizar-te pela votação, de maneira alguma. Estava apenas a dizer que não concordo com os resultados.

Bracken said...

Rita, não tinha entendido isso, pensei que te referisses ao mecanismo de votação. Seja como for, nesse leque, as minhas escolhas recairiam na Nicole Kidman (em profundo estado de overacting em "As Horas", baseado num dos meus livros preferidos) e a Hillary Swank, uma das mais sobrevalorizadas actrizes que pisou este planeta. A rapariga, cada vez que faz de "machona" ou durona ganha um Óscar. E já vão dois, inacreditavelmente. Como vês, nutro por ela um pequeno ódio de estimação.
Abraço,
Bracken

Sabe tudo aqui

Google